Madame ...Ana Furtado

06:26 Posted by: Denise Helena 0 comments

Aos dois anos, Isabella mostra que já tem bom gosto. Ela adora andar com os saltos altos da mãe, a atriz e apresentadora Ana Furtado. Opção é que não falta à pequena elegante. Na última contagem, Ana calculou 135 pares em seu closet. Um deles, de couro de píton, da marca Forum, foi uma daquelas aquisições caras porém, irresistíveis. "Foi um investimento. Já usei tanto que já se pagou", diverte-se, sem revelar o quanto desembolsou pelos sapatos. Se Isabella herdou o gosto apurado da mãe, Ana também teve a quem puxar. Ela credita à genética de sua avó materna, Odete, o privilegiado biotipo esguio. O porte elegante a levou à carreira de modelo aos 19 anos, época em que surgiu a paixão pela moda, e o título de uma das mulheres mais bemvestidas do meio artístico.Na adolescência, quem diria, era adepta do movimento grunge: só usava bermudas, calças e camisetas largas. Hoje, seu guarda-roupa é recheado de grifes famosas e com cortes impecáveis como Armani, Prada, Stella McCartney. Os brasileiros também têm destaque em seus cabides. Os estilistas TufiDuek, André Lima, Renato Kherlakian e Cláudia Jataí, da Animale, estão entre os favoritos. "Tenho muito orgulho da nossa moda. É criativa, moderna, linda e tem a cara da mulher brasileira ", analisa Ana, que veste muitos modelos de André Lima no figurino de sua personagem Gabi, em Caminho das Índias.
"Este ano eu não consegui comprar nada dele porque a Emília (Duncan, figurinista) tinha levado quase toda a coleção para a novela."

Ana hesita ao definir seu estilo. "Não sei, é como perguntar quem somos. Normalmente, dizem que sou muito clássica, chique e elegante." No dia a dia, o jeans é peça fundamental para a mulher do diretor José Bonifácio Brasil de Oliveira, o Boninho. Para levar a filha a uma pracinha ou parque, por exemplo, ela não abre mãos de shorts jeans e camisetas básicas. "Procuro usar blusas com estampas divertidas. Acho que quebra a sisudez do visual", explica ela, que escolheu uma camiseta da Animale, com a estampa de um cãozinho, para a sessão de, fotos no Sheraton Barra Hotel, no Rio.Para ir às compras ou sair com as amigas, Ana também adota a famosa dupla: jeans e camiseta. Na hora de arrematar a produção, costuma lançar mão de um charmoso truque aprendido com a atriz Marília Pêra: amarra um lenço no pescoço.
"A minha fragilidade no corpo é a minha garganta. Esse é o meu veículo de comunicação e tem que estar sempre protegido", explica a atriz, que tem uma coleção de lenços e echarpes coloridos.Ao contrário da maioria das atrizes, Ana é sua própria personal stylist e adora criar seus looks. Mas jura que não é do tipo que perde horas decidindo o que vestir. "Só quando estou sonolenta de manhã", brinca ela, que não tira os brincos, a aliança e nem o relógio para dormir. Ela é prática, quando vai às compras só traz peças que são coringas, a maioria nas cores branca e preta. "Como sou daltônica, tenho dificuldade em usar a cor verde. Também não gosto do laranja e do marrom", confidencia. Ela conta que costuma guardar as peças prediletas em um acervo particular, mas tem por lema sempre doar uma peça quando adquire uma nova. "Acho chique repetir roupa. Já fiz muito isso e, inclusive, é absolutamente educado nesses momentos de crise mundial", defende ela, que não vende, não dá e não empresta peças do estilista Adam Mendes, que considera "verdadeiras obras de arte"..Se durante o dia Ana faz a linha básica, à noite gosta de radicalizar. "Sou um pouco rock- n'-roll. Se não fosse atriz seria cantora de rock", surpreende ela, que resolveu traduzir esse espírito posando com um vestido preto de taxas douradas, da Forum. Os decotes também encantam a atriz e apresentadora, que adora marcar a cintura e mostrar as pernas. "Quando me visto para a noite é pra valer. Sou elegante até o último fio de cabelo." Disso ninguém dúvida.

Nenhum comentário: