Os cuidados de Maitê Proença para continuar liiiiiiiiiinda aos 51 anos

11:54 Posted by: Denise Helena 0 comments


Todos querem saber como Maitê Proença(1,64 metro de altura)consegue manter sua invejável forma física aos 51 anos ( pesa 53 quilos).Maitê Proença não costuma usar muita maquiagem e é alérgica a vários produtos de beleza. Atualmente, usa a marca Clinique. No rosto, vai de hidratante e filtro solar (no mínimo FPS 30): “Como não me adaptava aos cremes especiais para o contorno dos olhos, uma vez peguei um produto que usava para prevenir rugas próximas à boca e passei nessa região. Não é que deu certo? Gosto também de usar óleo de girassol, puríssimo, importado da Índia, em volta dos olhos. Descobri que é um ótimo nutriente.”
De tempos em tempos, quando a pele fica meio desvitalizada, aposta em uma aplicação do laser Quantum no rosto, para renovar a pele.A atriz não costuma variar a cor do cabelo: faz apenas algumas luzes no tom bem dourado. Também não é adepta das hidratações e tratamentos da moda. Gosta mesmo é de manter o cabelo sempre limpo. Quando percebe que os fios estão quebrados, vai ao salão e corta.

Quando Maitê tinha 17 anos, ela começou a se interessar por nutrição. Em uma viagem para Portugal, conheceu uma senhora que jurava ter curado a cegueira por meio da alimentação macrobiótica. “Fui radical durante cinco anos. Eu mesma moía o trigo para fazer o pão que comia”, lembra. “Os cereais eram a base da alimentação e eu tinha que mastigar até eles dissolverem nas boca”, conta. Com o passar do tempo, o ritmo de vida fez com que Maitê ficasse menos radical. “Sofri um acidente de carro e perdi muito sangue. Os médicos me mandavam comer carne por causa da proteína. Topei incluir frango, peixe e ovo no meu cardápio”, relembra. Hoje, ela continua contra a carne vermelha, mas adora comer frango caipira, que vem direto do seu sítio, sem hormônios. Outras carnes exóticas como rã, perdiz e codorna também fazem parte do cardápio. A idéia é variar as proteínas e não consumir carnes com hormônios ou antibióticos. Peixe, só fresco. “A sardinha chega quase viva me olhando aqui em casa”, brinca. Maitê adora comida com muitos condimentos, herança das suas viagens à Índia. O que não entra em sua casa são enlatados e comidas prontas industrializadas. “Não tomo refrigerante, mas tenho em casa, para a minha filha.

A atividade física entrou bem cedo, começou com Natação, depois judô e depois a lista ficou imensa: “Nado, jogo tênis, vôlei, ando a cavalo, fiz atletismo e até participei de torcidas organizadas animando os jogos de futebol americano. Sabe aquelas meninas que ficam balançando aquele pompom? Pois eu era uma figura dessas.” Saindo da adolescência, Maitê começou a freqüentar academia e a fazer aulas de ginástica e musculação. Há uns dez anos descobriu a ioga, sua grande paixão. Também faz exercícios com carga, duas a três vezes por semana, intercalados com atividade aeróbica (transport e corrida na esteira, 15 minutos cada um). “Não gosto de musculação, mas sei que, com o tempo, perdemos tônus muscular. Então, escolhi uma academia ao lado de casa, para não ter desculpa para faltar.”
Portanto Madame...o negócio é atividade, muita atividade física...nem que seja para bater pernas...no shopping!

Nenhum comentário: